10 Mitos e verdades sobre empréstimo pessoal

10 Mitos e verdades sobre empréstimo pessoal

Primeiramente precisamos começar neste artigo com o seguinte ponto, educação financeira como sendo a base principal dos questionamentos que virão a seguir, pois responderemos estes com base em dados e históricos de mercado para que saibam que existem vantagens e desvantagens em todas ações que envolvem dinheiro, priorizando os 10 Mitos e verdades sobre empréstimo pessoal.

Sendo assim os mitos e verdades que iremos trazer até vocês, irão ajudar a se relacionar melhor com o dia a dia e seu dinheiro principalmente, pois a falta de organização financeira é a causadora de maiores problemas nas economias dos brasileiros.

Quais são as principais diferenças entre empréstimo pessoal e financiamento?

Primeiramente entenda que empréstimo pessoal e financiamento são ambas formas de adquirir dinheiro que não foram gerados por seu trabalho e/ou prestação de serviços para que este venha a ser de sua utilização livre de juros e ou impostos.

Empréstimo pessoal

Empréstimo pessoal é a modalidade de tomar emprestado um valor específico, de uma instituição financeira, na área e setor relacionado ao crédito disponível para seu nível de score no mercado, bem como valores estes que serão acrescidos de juros em parcelas de sua escolha, em relação a quantidade e valores disponíveis de acordo com o valor total do empréstimo realizado, podendo variar de uma instituição para outra.

Financiamento

Financiamento já é uma modalidade com taxas de juros menores, parcelamentos mais longos, que sempre envolvem algum bem móvel ou imóvel o qual está diretamente ligado ao valor total e/ou parcial do bem adquirido, de certa forma funciona em pé de igualdade com o empréstimo pessoal, mas tem o bem como garantia de pagamento.

Mitos e verdades sobre empréstimo pessoal

É necessário ter um bem para garantia

Nem todos os casos pedirá um bem como garantia, porém sempre que for na modalidade financiamento, o bem financiado ficará ligado ou alienado como garantia a instituição credora.

As taxas de empréstimo pessoal costumam ser altíssimas

Sim costumam ser, porém devido a alguns clientes terem melhor relacionamento com as instituições, e/ ou algumas condições especiais de crediários, as taxas podem ser reduzidas para algumas situações.

Todo empréstimo pessoal exige comprovação de renda apesar da garantia

Nem todo pedirá comprovação de renda, temos empréstimos já pré-aprovados aos clientes de instituições com frequência em decorrência de suas movimentações financeiras, mas na maioria sim, é solicitada a comprovação de renda, para que a instituição tenha segurança do recebimento das parcelas do acordo realizado.

Empréstimo pessoal online não é seguro

Esta informação em parte está correta, pois devemos procurar por instituições renomadas no mercado, de preferência o sistema bancário que você é correntista, pois temos muitos golpes por aí, mas existem instituições bacanas que oferecem empréstimo pessoal de forma totalmente online.

O documento do bem é passado para a financeira

Em sua totalidade, todo bem financiado, fica sobre alienação deste em nome da financeira que autorizou o pagamento do mesmo, assim após o pagamento total do bem, o mesmo será transferido em nome do proprietário final que realizou a compra.

É necessária a realização de um depósito antecipado

Em sua característica o empréstimo pessoal não solicita pagamentos antecipados de valores como entrada, mas no caso é bem comum ser solicitado em financiamentos de carros, casas, terrenos e etc. 

O bem pode ser tomado por falta de pagamento

Em todos os casos a instituição credora, tentará amigavelmente por até 3 (três) meses devedores, ofertar ao cliente, parcelamentos, renegociações e saídas para quitação de parcelas devidas, somente em último caso de não pagamento, o bem será ajuizado e passado a escritórios de cobrança, que poderá pedir o bem como forma de quitação da dívida.

Estar negativado não influência sobre a aprovação do empréstimo

Isto sempre é um caso de muita dúvida, mas sim influenciará na tomada de empréstimos pessoais, pois a instituição irá consultar seus limites disponíveis em caso for um cliente/correntista, porém o nome “sujo” irá lhe atrapalhar nas aprovações sim.

Qualquer valor pode ser solicitado pelo cliente

O valor solicitado tanto em empréstimos pessoais como em financiamento não tem um limite pré-definido como máximo, pois este irá ser atrelado diretamente a análise de crédito deste cliente solicitante, que em decorrência de comprovação de patrimônio, renda familiar mensal, movimentações financeiras, score e outros fatores que irão influenciar na aprovação imediata ou posterior destes valores.

Possuir um avalista influência na concessão do empréstimo

Este ponto dependerá muito do tipo de empréstimo que será contratado, pois na maioria das vezes não influenciará muito, pois o tomador ficará ligado diretamente ao CPF/CNPJ do solicitante, não tendo como um avalista influenciar nas decisões das instituições financeiras, mas sim cabendo um ponto de que o avalista poderá se tornar e/ou solicitante credor e responsável pelos pagamentos, assim aprovando em seu próprio nome e CPF/CPNJ este dinheiro perante empréstimos ou financiamentos.

Nelson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *