Brasil é o país com o maior número de compras online durante a pandemia

Brasil é o país com o maior número de compras online durante a pandemia

O crescimento do número de acessos e compras online no comércio eletrônico no Brasil neste período de pandemia teve um resultado surpreendente. Milhares de pessoas adotaram as práticas de comprar os produtos e serviços desejados, através de seu smartphone ou computadores, sem precisar sair de casa.

O número de compras no comércio eletrônico cresce no Brasil durante a pandemia

Após serem decretadas as medidas a serem realizadas para combater o COVID-19 no país, milhares de lojas online e consumidores, impulsionaram as vendas e negociações online. No Brasil, a venda em lojas virtuais dos mais diversos segmentos, aumentou 47%, sendo que, no primeiro semestre foram vendidos mais de 38 bilhões de reais em e-commerce, totalizando mais de 90 milhões de compras realizadas pela internet somente no período de janeiro a junho deste ano.

Nos últimos anos, a tendência do comércio eletrônico já estava em evidência, no entanto, a projeção era de que crescesse ao menos 18% em 2020, situação que passou além do que o esperado, devido a pandemia, pois esse aumento foi de 47%, ou seja, mais que o dobro.

Com o isolamento social, as pessoas tiveram um tempo muito maior para observar itens que precisavam para deixar o seu lar mais confortável, roupas, eletrodomésticos mais eficientes, entre outros, aumentando a procura por produtos de diversos segmentos. Em relação ao ano passado, o número de compras online é de 70%.

Mas, se engana quem pensa que apenas o número de vendas aumentou, pois o valor gasto nas realizações de compras online também foram maiores, pois, dificilmente, alguém realizou compras em valores inferiores a R$ 400, principalmente, nos setores de lojas de roupas e calçados, tecnologia, eletrodomésticos e decoração, por exemplo.

De acordo com relatórios e pesquisas, no primeiro semestre de 2020 mais de 7 milhões de pessoas realizaram sua primeira compra em lojas virtuais no país, o que contribuiu para o crescimento de 40%, fazendo do Brasil um dos países que mais consumiu itens pela internet durante a pandemia. Atualmente, o país atingiu a marca de mais de 40 milhões de novos clientes no comércio eletrônico.

Além disso, consta que ao menos 50% desses novos usuários, realizaram ao menos mais quatro compras pela internet e há quem comprou diversas vezes, bem como, ao menos 10 vezes contando com o segundo semestre.

Nos anos anteriores a pandemia, muitos usuários se sentiam desconfortáveis e não confiavam na realização de compras online, no entanto, ao ficarem reclusas em casa durante o período de quarentena, muitas dessas pessoas se viram tentadas a experimentar a tendência de compras online e vantagens que a tecnologia nos proporciona. Algo que resultou em uma boa experiência e vontade de realizar ainda mais compras de forma prática, sem ter que sair de casa, encontrando tudo que precisa apenas com alguns cliques.

Grandes e-commerces como a Magazine Luiza, Mercado Livre, Americanas foram os que mais venderam, isso sem contar, os aplicativos de entrega de comidas e restaurantes que ofereceram o serviço online.

Nelson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *